Podemos considerar que existem, na língua portuguesa, diversas palavras complicadas que se tornam difíceis para os falantes: difíceis de entender, difíceis de escrever, difíceis de pronunciar, difíceis de traduzir,… Essa classificação é feita, contudo, com base em conceitos vagos e imprecisos, uma vez que determinada palavra pode ser difícil para uma pessoa e para outra não.

Palavras difíceis de entender

A maior facilidade ou dificuldade de uma determinada palavra pode estar relacionada com o seu maior ou menor uso, com expressões próprias de diferentes regiões, com linguagem específica de diferentes profissões, com o nível de diversidade vocabular do falante, entre outros.

Exemplos de palavras difíceis de entender:

  • abduzir – sinônimo de afastar, arrebatar e raptar
  • acrimônia – sinônimo de azedume e mordacidade
  • adstrito – sinônimo de unido, ligado e apertado
  • belicoso – sinônimo de agressivo, guerreiro e armífero
  • capcioso – sinônimo de enganoso, manhoso e ardiloso
  • chistoso – sinônimo de brincalhão, engraçado e divertido
  • coalizão – sinônimo de aliança e coligação
  • cominar – sinônimo de ameaçar (com um castigo)
  • consociação – sinônimo de conciliação e associação
  • corolário – sinônimo de resultado, conclusão e consequência
  • dissentir – sinônimo de discordar e discrepar
  • eflúvio – sinônimo de perfume e aroma
  • elucubrações – sinônimo de conjectura, consideração e especulação
  • empedernido – sinônimo de petrificado, duro e inflexível
  • engodar – sinônimo de enganar e iludir
  • exórdio – sinônimo de prólogo e preâmbulo
  • homizio – sinônimo de esconderijo e valhacouto
  • idiossincrasia – sinônimo de característica e particularidade
  • ígneo – sinônimo de ardente e inflamado
  • influição – sinônimo de influência e influxo
  • jaez – sinônimo de espécie, tipo e qualidade
  • lauto – sinônimo de abundante e suntuoso
  • loquaz – sinônimo de tagarela e falador
  • mediatário – sinônimo de mediador
  • opróbrio – sinônimo de vergonha, ofensa e insulto
  • oscular – sinônimo de beijar
  • pecúlio – sinônimo de dinheiro, economia e patrimônio
  • perdulário – sinônimo de esbanjador e gastador
  • pernóstico – sinônimo de pretensioso, esnobe e afetado
  • plaga – sinônimo de região e país
  • procrastinar – sinônimo de adiar e postergar
  • prolegômenos – sinônimo de princípios e rudimentos
  • quimera – sinônimo de fantasia, utopia e ilusão
  • rubicundo – sinônimo de avermelhado e corado
  • tergiversar – sinônimo de hesitar (com desculpas e rodeios)
  • ufanismo – sinônimo de nacionalismo e patriotismo
  • vicissitudes – sinônimo de eventualidade e contingência
  • vitupério – sinônimo de afronta, injúria e ultraje

Atenção - palavras de áreas específicas!
Existem várias palavras usadas no âmbito jurídico, na medicina, na botânica, na linguística,… que, embora fáceis para os profissionais dessas áreas, são difíceis para a generalidade dos falantes, como: estorno, arresto, cedente, broncodilatador, imunoglobulina, antologia, pistilo, pragmática, fonologia,…

Palavras difíceis de escrever

Na língua portuguesa, existem diversas palavras usadas habitualmente pelos falantes de forma oral que geram dúvidas na sua forma escrita. Embora o significado dessas palavras não seja difícil, a sua ortografia é feita muitas vezes de forma errada. Algumas palavras são, assim, frequentemente escritas com erros ortográficos.

Palavras com X e CH

Confundir palavras com x e palavras com ch é muito comum porque o x pode assumir o valor de ch quando aparece no princípio ou no meio da palavra.

Exemplos de palavras com x ou ch:

  • enxergar (e não enchergar);
  • mexer (e não mecher);
  • xícara (e não chícara);
  • xingar (e não chingar);
  • caprichar (e não caprixar);
  • chilique (e não xilique);
  • chuchu (e não xuxu);
  • deboche (e não deboxe);
  • piche (e não pixe).

Veja também: Palavras com x e Palavras com ch

Palavras com G e J

A troca entre g e j é um erro muito comum, devendo-se ao fato das consoantes g e j representarem o mesmo fonema quando formam sílaba com a vogal i e com a vogal e: ge/je ou gi/ji.

Exemplos de palavras com g ou j:

  • jeito (e não geito);
  • jiboia (e não giboia);
  • majestoso (e não magestoso);
  • sujeito (e não sugeito);
  • bege (e não beje);
  • corrigir (e não corrijir);
  • dirigir (e não dirijir);
  • exigir (e não exijir);
  • tigela (e não tijela);
  • passagem (e não passajem);

Palavras com S e Z

O erro nas palavras com s e nas palavras com z ocorre porque a consoante s assume a pronúncia z quando aparece no meio das palavras em posição intervocálica, ou seja, entre duas vogais.

Exemplos de palavras com s ou z:

  • desenho (e não dezenho);
  • pesquisa (e não pesquiza);
  • quiseram (e não quizeram);
  • traseira (e não trazeira);
  • atrasado (e não atrazado);
  • colisão (e não colizão);
  • lasanha (e não lazanha);
  • quase (e não quaze);
  • riqueza (e não riquesa);
  • tranquilizar (e não tranquilisar).

Veja também: Palavras com s e Palavras com z

Palavras com S, C, Ç e SS

Palavras com s, palavras com c, palavras com ç e palavras com ss geram confusão, uma vez que o som s, embora representado principalmente pela letra s, pode ser também representado por outras letras, como c (cedo), ç (almoço) e ss (missa).

Exemplos com S e Ç (principalmente nas terminações -ensão e -enção):

  • suspensão (e não suspenção);
  • compreensão (e não compreenção);
  • pretensão (e não pretenção);
  • expansão (e não expanção);
  • apreensão (e não apreenção);
  • detenção (e não detensão);
  • assunção (e não assunsão);
  • contorção (e não contorsão);
  • distorção (e não distorsão).

Exemplos com S e C:

  • consenso (e não concenso);
  • ansioso (e não ancioso);
  • obsessão (e não obcessão);
  • subsídio (e não subcídio);
  • pretensioso (e não pretencioso);
  • consistente (e não concistente);
  • suspense (e não suspence).

Exemplos com Ç ou C e SS:

  • execução (e não execussão);
  • maciço (e não massiço);
  • concessão (e não conceção);
  • necessidade (e não nececidade);
  • vicissitude (e não vicicitude);
  • permissão (e não permição);
  • discussão (e não discução).

Veja também: Palavras com ss e Palavras com ç

Palavras difíceis de pronunciar

Existem também, no português, diversas palavras cuja pronúncia gera dúvidas. Embora sejam palavras muito utilizadas, com significados simples, a sua pronúncia é frequentemente feita de forma errada, levando igualmente ao erro.

Existe uma parte da fonética que trata da correta articulação dos grupos vocálicos e dos fonemas consonantais. Chama-se ortoépia. Os erros mais comuns de ortoépia são:

1. Articulação de sons que não existem na palavra.

  • absolutamente (e não abisolutamente);
  • absurdo (e não abisurdo);
  • amnésia (e não aminérsia);
  • advogado (e não adevogado);
  • beneficente (e não beneficiente);
  • idolatrada (e não idrolatrada).

2. Não articulação de sons que existem na palavra.

  • brincadeira (e não brincadera);
  • manteigueira (e não manteguera);
  • cabeleireiro (e não cabelereiro);
  • propriedade (e não propiedade);
  • frustrar (e não frustar);
  • perturbar (e não pertubar);
  • retrógrado (e não retrógado);
  • prostração (e não prostação);
  • frustração (e não frustação).

3. Troca de sons existentes na palavra.

  • companhia (e não compania);
  • bicarbonato (e não bicabornato);
  • predominado (e não pedrominado);
  • depredar (e não depedrar);
  • padrasto (e não padastro);
  • madrasta (e não madastra).

4. Assimilação e extensão da nasalidade de uma sílaba para outra.

  • mendigo (e não mendingo);
  • identidade (e não indentidade);
  • reivindicar (e não reinvindicar);
  • reiterar (e não reinterar);
  • mortadela (e não mortandela);
  • sobrancelha (e não sombrancelha).

Existe também uma parte da fonética que trata da acentuação tônica das palavras. Chama-se prosódia. Erros de prosódia são comuns, principalmente na transformação de palavras paroxítona em proparoxítona.

Exemplos de erros de prosódia:

  • recorde (e não récorde);
  • rubrica (e não rúbrica);
  • pudico (e não púdico);
  • nobel (e não nóbel).

Veja também: Outros exemplos de erros de ortoépia e prosódia.

Palavra difícil de traduzir

A palavra portuguesa saudade é considerada por tradutores profissionais como uma das palavras mais difíceis de traduzir a nível mundial. A principal dificuldade na tradução está relacionada com o sentimento associado a essa palavra e o contexto cultural que existe na base da mesma.