Paralelismo é uma sequência de expressões com uma estrutura paralela, ou seja, simétrica. Há paralelismo quando há um encadeamento harmonioso e lógico entre as diferentes partes da oração e do texto.

Para haver paralelismos, é necessário que haja correspondência e semelhança entre duas palavras, ideias, termos,… que possam ser comparadas entre si.

O paralelismo manifesta-se principalmente em estruturas sintáticas e semânticas.

Paralelismo sintático

Ocorre paralelismo sintático quando há simetria entre as estruturas sintáticas presentes numa frase. Também é chamado de paralelismo gramatical.

Sem paralelismo sintático:
Li toda a informação presente no folheto e do site.

Com paralelismo sintático:
Li toda a informação presente no folheto e no site.

Veja também: Exemplos de paralelismo sintático.

Paralelismo semântico

Ocorre paralelismo semântico quando há simetria entre as ideias presentes numa frase.

Sem paralelismo semântico:
Sou fã de Bossa Nova, de MPB e de saltos altos

Com paralelismo semântico:
Sou fã de Bossa Nova, de MPB e de Rock

Veja também: Exemplos de paralelismo semântico.

Outros tipos de paralelismo: morfológico e rítmico

A classificação dos tipos de paralelismo não é algo estanque. Embora os dois paralelismos principais sejam o sintático e o morfológico, alguns autores identificam também o paralelismo morfológico e o paralelismo rítmico.

Paralelismo morfológico

Ocorre paralelismo morfológico quando há um uso harmonioso de palavras da mesma classe gramatical.

Sem paralelismo morfológico:
Proibido animais e fumar.

Com paralelismo morfológico:
Proibido animais. Proibido fumar.
Proibido entrar com animais e fumar.

Paralelismo rítmico

Ocorre paralelismo rítmico quando há um ritmo constate e harmonioso de palavras da mesma classe gramatical.

Sem paralelismo rítmico
Vi um gato na janela, um cachorro no banco, um pássaro no telhado e uma flor.

Com paralelismo rítmico:
Vi um gato na janela, um cachorro no banco, um pássaro no telhado e uma flor no jardim.
 

Atualizado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.