Palíndromos são frases ou palavras que podem ser lidas, indiferentemente, da esquerda para a direita, conforme o sentido habitual da leitura, ou da direita para a esquerda, sem que haja mudança da sua significação. São também chamados de anacíclicos.

Na leitura de um palíndromo da direita para a esquerda, não são levados em consideração sinais de pontuação, sinais de acentuação, a divisão silábica e o espaçamento entre as palavras. 

Exemplos de palíndromos (palavras)

  • afã;
  • aia;
  • ala;
  • ama;
  • Ana;
  • anã;
  • anilina;
  • arara;
  • asa;
  • ata;
  • ele;
  • esse;
  • mamam;
  • matam;
  • metem;
  • mirim;
  • mussum;
  • oco;
  • omissíssimo;
  • osso;
  • ovo;
  • racificar;
  • radar;
  • raiar;
  • ralar;
  • ramar;
  • rapar;
  • rasar;
  • reger;
  • reler;
  • reter;
  • rever;
  • reviver;
  • rir;
  • rodador;
  • sacas;
  • saias;
  • salas;
  • socos;
  • sós.

Exemplos de palíndromos (frases)

  • Roma me tem amor.
  • Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos!
  • A mala nada na lama. 
  • A grama é amarga. 
  • A Rita, sobre vovô, verbos atira.
  • Olé! Maracujá, caju, caramelo!
  • Rir, o breve verbo rir.
  • Anotaram a data da maratona.
  • A mãe te ama.
  • Oto come mocotó.
  • A torre da derrota.
  • Ótimo, só eu, que os omito.
  • O galo ama o lago.
  • O lobo ama o bolo.
  • Mega bobagem.
  • A cara rajada da jararaca.
  • Amar dá drama.
  • A sacada da casa.
  • Após a sopa.
  • Luz azul.
  • Ame o poema.
  • A dama admirou o rim da amada.
  • A diva em Argel alegra-me a vida.
  • O caso da droga da gorda do saco.
  • Zé de Lima, Rua Laura, Mil e Dez
  • Saíram o tio e oito marias.
  • Assim a aia ia a missa.
  • Adias a data da saída.
  • Acuda cadela da Leda caduca.
  • Aí, Lima falou: “Olá, família”.
  • A pateta ama até tapa.
  • E até o Papa poeta é.
  • Laço bacana para panaca boçal.
  • A gorda ama a droga.
  • Lava esse aval.
  • Soluço-me sem óculos.
  • Missa é assim.
  • Nos ligou o Gilson!
  • Até time demite, tá?
  • Irene ri.
  • Olá, galo!
  • Ai, Bia! 
  • Ali, lado da Lila.  
  • Amor a Roma.
  • Até o poeta.
  • Ladra pardal.
  • Livre do poder vil. 
  • O céu sueco.
  • Ser belo: lebres. 
  • Lá vou eu em meu eu oval.
  • Eco: vejo hoje você.
  • O muro: rever o rumo.
  • Orava o avaro.
  • A Daniela ama a lei? Nada!
  • A droga do dote é todo da gorda.
  • A lupa pula.
  • A miss é péssima!
  • À Rita, sátira!
  • Acata o danado... e o danado ataca!
  • Ajudem Edu já!
  • A base do teto desaba.
  • Eva, asse essa ave!
  • Marujos só juram.
  • O mito é ótimo.
  • O trote torto.
  • O treco certo.
  • O trote torto.
  • O voo do ovo.
  • Ódio do doido!
  • Oh nossas luvas avulsas, sonho... 
  • Oi, rato otário!
  • A rua Laura.
  • Ato idiota.
  • Arara rara.
  • O teu dueto.
  • A babá baba.
  • Pivete vip!
  • O Atari piratão.
  • Rosa esse corpo, processe a dor!
  • Seco de raiva, coloco no colo caviar e doces.
  • Amo Omã. Se Roma me tem amores, amo Omã!
  • Me vê se a panela da moça é de aço, Madalena Paes, e vem.
  • Luza Rocelina, a namorada do Manuel, leu na moda da Romana: anil é cor azul.
  • O duplo pó do trote torpe de potro meu que morto pede protetor todo polpudo.
  • O romano acata amores a damas amadas e Roma ataca o namoro.

Nota: Diversos palíndromos acima listados são palíndromos de autores, como Rômulo Marinho, Millôr Fernandes, Paulo Henriques Britto, Mateus S. Thimóteo, Rogério Duarte Filho, Marcelo Coimbra Furtado,... Outros palíndromos são de origem desconhecida.

Números palíndromos

Os palíndromos ocorrem também com números. Assim, números palíndromos, também chamados de capicua, são números que podem ser lidos da esquerda para a direita ou vice-versa.

Exemplos de números palíndromos:

  • 878;
  • 1221;
  • 15651;
  • 865568;
  • 6321236;
  • ...
Atualizado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.