Quando o sujeito é composto, apresentando dois ou mais núcleos, o verbo deverá ser apresentado no plural.

Exemplos de concordância com sujeito composto:

  • Ela e ele são namorados.
  • Paula e Andreia estudaram no mesmo colégio.

Sujeito composto com diferentes pessoas gramaticais

Quando o sujeito é formado por diferentes pessoas gramaticais, havendo 1.ª pessoa do plural, esta será sempre prioritária. Havendo 2.ª pessoa do plural, o verbo poderá ser conjugado na 2.ª ou na 3.ª pessoa do plural.

  • Minha irmã e eu iremos rapidamente tratar desse assunto.
  • Tu e ele fostes os mais rápidos.
  • Tu e ele foram os mais rápidos.
  • Minha prima e meu primo foram de lua de mel para o México.

Contudo, se o sujeito aparecer depois do verbo, a concordância poderá ser feita conforme explicado acima ou também ser feita apenas com o sujeito mais próximo.

  • Dançaremos eu e minha amiga na festa da escola
  • Dançarei eu e minha amiga na festa da escola.

Casos específicos de concordância com sujeito composto

Quando o sujeito for composto por palavras sinônimas ou muito próximas, o verbo poderá aparecer tanto no plural, como no singular.

  • Alegria e felicidade são o melhor desta vida!
  • Alegria e felicidade é o melhor desta vida!


Quando no sujeito aparecerem as conjunções ou e nem, transmitindo ideia de inclusão, o verbo deverá aparecer no plural. Quando transmitirem ideia de exclusão, o verbo deverá aparecer no singular.

  • Nem a mãe nem o pai conseguem compreender a filha. (inclusão)
  • Patinação na rua ou patinação no gelo são os meus esportes preferidos. (inclusão)
  • Pedro ou Heloísa conseguirá vencer o concurso de matemática. (exclusão)
  • Nem Rio de Janeiro nem Recife será o destino das minhas próximas férias. (exclusão)


Quando o sujeito composto for unido com a preposição com, com valor de adição e não de companhia, o verbo deverá aparecer no plural.

  • A irmã com o irmão desobedeceram as ordens da mãe.
  • O diretor com a secretária encobriram uma fraude dentro da empresa.


Com as expressões nem um nem outro e ou um ou outro, o verbo deverá ser escrito preferencialmente no singular, embora possa aparecer no plural. Contudo, quando há uma ação recíproca, o verbo deverá aparecer sempre no plural.

  • Nem um nem outro foi à festa.
  • Nem um nem outro foram à festa.
  • Nem um nem outro se cumprimentaram de forma respeitosa.


Com as expressões não só…mas também, não apenas…mas ainda, tanto…quanto,… o verbo deverá ser escrito no plural.

  • Não só o pai mas também a mãe decidiram repreender o filho.
  • Tanto o desprezo como a atenção constante podem desmotivar uma pessoa no trabalho.


Com aposto recapitulativo ou resumidor, o verbo deverá concordar com a palavra que resume os vários termos da oração.

  • Prosperidade, segurança e alegria, isso é o que eu quero para minha família.
  • Doces, salgados, bebidas e enfeites, tudo está preparado para a festa.


Com diversos elementos numa série gradativa, o verbo poderá aparecer no plural ou concordar com o último elemento da série.

  • Um ano, um mês, uma semana, um dia são necessários para resolver este problema.
  • Um ano, um mês, uma semana, um dia é necessário para resolver este problema.

Veja também: Outros casos de concordância verbal.