A sinédoque é uma figura de linguagem caracterizada pela substituição de um termo por outro, ocorrendo uma redução ou ampliação do sentido desse termo. Isso acontece porque a relação que o termo substituído e o termo substituto estabelecem é desigual. Maioritariamente, é estabelecida uma relação entre a parte e o todo.

Tipos de sinédoque:

- A parte pelo todo (ou o todo pela parte)
Exemplo: Vou sair de casa de meus pais e ter meu próprio teto. (casa)

- A classe pelo indivíduo (ou o indivíduo pela classe)
Exemplo: Quanto mais o Homem constrói, mais o Homem destrói. (os seres humanos)

- O singular pelo plural (ou o plural pelo singular)
Exemplo: O aluno deverá manter o silêncio na biblioteca. (todos os alunos)

Sinédoque e metonímia

Muito semelhante à metonímia, a sinédoque é considerada por diversos autores como sendo um tipo de metonímia. Alguns defendem que na sinédoque ocorre uma relação quantitativa entre os termos da frase, ocorrendo redução ou ampliação, e na metonímia ocorre uma relação qualitativa, havendo contiguidade entre os termos da frase. Outros, contudo, afirmam ser conceitos tão próximos que consideram desnecessária a distinção entre os dois termos.

Publicado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.