O significado das palavras é estudado pela semântica, a parte da gramática que estuda não só o sentido das palavras como as relações de sentido que as palavras estabelecem entre si: relações de sinonímia, antonímia, paronímia, homonímia,...

Compreender essas relações nos proporciona o alargamento do nosso universo semântico, contribuindo para uma maior diversidade vocabular e maior adequação aos diversos contextos e intenções comunicativas. 

Sinonímia e antonímia

A sinonímia indica a capacidade das palavras apresentarem significados semelhantes. A antonímia indica a capacidade das palavras apresentarem significados opostos. Assim, através da sinonímia e da antonímia as palavras estabelecem relações de proximidade e contrariedade.

Exemplos de palavras sinônimas:

  • importante: significativo, considerável, prestigiado, indispensável, fundamental,...
  • necessário: essencial, fundamental, forçoso, obrigatório, imprescindível,...

Exemplos de palavras antônimas:

  • dedicado: desinteressado, desapegado, faltoso, desaplicado, relapso,...
  • pontual: atrasado, retardado, durável, genérico, irresponsável,...

Leia mais sobre sinonímia e antonímia.

Homonímia e paronímia

A homonímia se refere à capacidade das palavras serem homônimas (som igual, escrita igual, significado diferente), homófonas (som igual, escrita diferente, significado diferente) ou homógrafas (som diferente, escrita igual, significado diferente).

Exemplos de palavras homônimas:

  • rio (curso de água) e rio (verbo rir);
  • caminho (itinerário) e caminho (verbo caminhar).

Exemplos de palavras homófonas:

  • cem (100) e sem (indica falta)
  • senso (sentido) e censo (levantamento estatístico)

Exemplos de palavras homógrafas:

  • colher (talher) e colher (apanhar);
  • acerto (correção) e acerto (verbo acertar);

Leia mais sobre palavras homônimas, palavras homófonas e palavras homógrafas.

A paronímia se refere a palavras que são escritas e pronunciadas de forma parecida, mas que apresentam significados diferentes. 

Exemplos de palavras parônimas:

  • Comprimento (tamanho) e cumprimento (saudação);
  • Imigrar (entrar num novo país) e emigrar (sair do seu país).

Leia mais sobre paronímia.

Polissemia e monossemia

A polissemia indica a capacidade de uma palavra apresentar uma multiplicidade de significados, conforme o contexto frásico em que ocorre. A monossemia indica que determinadas palavras apresentam apenas um significado. 

Exemplos de palavras polissêmicas:

  • Cabeça (parte do corpo humano e líder do grupo, com origem comum na palavra em latim capitia);
  • Letra (símbolo de escrita e documento substituto de dinheiro, com origem comum na palavra em latim littera).

Exemplos de palavras monossêmicas:

  • Estetoscópio (instrumento médico);
  • Eneágono (polígono com nove ângulos).

Leia mais sobre polissemia e monossemia.

Denotação e conotação

A denotação indica a capacidade das palavras apresentarem um sentido literal e objetivo. A conotação indica a capacidade das palavras apresentarem um sentido figurado e simbólico.

Exemplos de palavras com sentido denotativo:

  • O navio atracou no porto.
  • A anta é um mamífero.

Exemplos de palavras com sentido conotativo:

  • Você é o meu porto.
  • Pense pela sua própria cabeça, sua anta!

Leia mais sobre denotação e conotação.

Hiperonímia e hiponímia

A hiperonímia e a hiponímia indicam a capacidade das palavras estabelecerem relações hierárquicas de significado. Um hiperônimo, palavra superior com um sentido mais abrangente, engloba um hipônimo, palavra inferior com sentido mais restrito.

Fruta é hiperônimo de morango.
Morango é hipônimo de fruta.

Exemplos de hiperônimos:

  • ferramenta
  • ave

Exemplo de hipônimos:

  • martelo, serrote, alicate, enxada, chave de fenda,...
  • papagaio, gaivota, bem-te-vi, arara, coruja,...

Saiba mais sobre hiperonímia e hiponímia.

Formas variantes

As formas variantes se referem a palavras que possuem mais do que uma grafia correta, sem que haja alteração do seu significado. 

Exemplos de formas variantes:

  • abdome e abdômen;
  • bêbado e bêbedo;
  • embaralhar e baralhar;
  • enfarte e infarto;
  • louro e loiro.

Leia mais sobre formas variantes.