O discurso indireto não permite que as personagens se exprimam livremente, uma vez que as falas das personagens são apresentadas pelo narrador, ou seja, é o narrador que fala pela personagem.

Características do discurso indireto

  • O narrador utiliza as suas próprias palavras para reproduzir a essência das falas das personagens, atuando como intermediário, reproduzindo também as reações e a personalidade das mesmas.
  • A narração é feita na 3.ª pessoa.
  • É introduzido por verbos de elocução, ou seja, através de verbos que anunciam o discurso, como: dizer, perguntar, responder, comentar, falar, observar, retrucar, replicar, exclamar, aconselhar, gritar, murmurar, entre outros. Esses verbos de elocução aparecem seguidos das conjunções que ou se, separando a fala do narrador da fala da personagem.

Exemplos de discurso indireto

O desconhecido perguntou que horas eram.

Foi então que ele disse que estava cansado de tanta confusão.

Todos os dias minha mãe me dizia que ficasse atenta e não fizesse bagunça nas aulas.

Atenção!
Além do discurso indireto, existem também o discurso direto e o discurso indireto livre.

Saiba mais sobre o discurso direto e o discurso indireto livre

Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.