A derivação prefixal é um dos processos de formação de palavras existentes.

Na derivação prefixal ocorre a junção de um prefixo a um radical ou palavra simples já existente, que atua como palavra primitiva. O prefixo é colocado antes da palavra primitiva, alterando o seu sentido e formando uma palavra derivada, com um significado próprio.

No português existem prefixos de origem grega e prefixos de origem latina. Diferentes prefixos transmitem diferentes significados: negação, superioridade, inferioridade, repetição, simultaneidade,…

Exemplos de palavras formadas por derivação prefixal

  • afiliar (a- + filiar);
  • anaeróbico (an- + aeróbico);
  • antemão (ante- + mão);
  • anti-inflamatório (anti- + inflamatório);
  • através (a- + través);
  • autoavaliação (auto- + avaliação);
  • bicarbonato (bi- + carbonato);
  • contracorrente (contra- + corrente);
  • coparticipação (co- + participação);
  • descriminar (des- + criminar);
  • desculpar (des- + culpar);
  • desfavorável (des- + favorável);
  • imprescindível (im- + prescindível);
  • inadiável (in- + adiável);
  • interlocutor (inter- + locutor);
  • predominar (pre- + dominar);
  • reaver (re- + haver);
  • ressalvar (re- + salvar);
  • sobre-humano (sobre- + humano);
  • subgerente (sub- + gerente);
  • supracitado (supra- + citado);

Prefixos gregos e latinos

 Prefixos latinos  Prefixos gregos     Expressam…   
 des- in- a- na- negação
 contra- antí- oposição
 ambi- anfí- duplicidade
 ab- apó- afastamento
 bi- bis- di- duplicidade
 trans- diá- metá- através de, mudança
 in- en- posição interior
 intra- endo- posição interior
 ex- ec- ex- posição exterior
 super- supra- epí- hipér- posição superior
 pre- ante- pro- anterioridade
 bene- eu- bem ou excelência
 semi- hemi- metade ou quase
 sub- hipó- inferioridade
 ad- pará- aproximação
 circum- peri- à volta de
 de- catá- movimento para baixo
 cum- sin- companhia

Regras de hifenização na derivação prefixal

O atual acordo ortográfico define uma regra base para o uso do hífen na derivação prefixal.

Regra base da hifenização:
A palavra é escrita com hífen nos casos em que o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com h.

Desta regra pode-se compreender que nos restantes casos o prefixo deverá ser escrito junto à palavra primitiva, salientando a duplicação das consoantes s e r quando o prefixo termina em vogal para a manutenção da pronúncia.

Com hífen:

  • micro-ondas;
  • anti-inflamatório;
  • contra-ataque;
  • anti-higiênico;
  • sobre-humano;

Sem hífen:

  • anticoncepcional;
  • contraproposta;
  • sobrenome;
  • antirrugas;
  • contrassenso;

Veja também: Tudo sobre prefixos.

Outros processos de formação de palavras

Além da derivação prefixal, existem outros tipos de derivação, como a derivação sufixal, a derivação imprópria, a derivação parassintética e a derivação regressiva, bem como outros processos de formação de palavras, como a composição, a abreviação, a reduplicação,...

Confira aqui outros processos de formação de palavras.

Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.