Prefixos

Um prefixo é um elemento formador de palavras que se coloca antes do radical de uma palavra primitiva, alterando o seu sentido.

As palavras que utilizamos atualmente na língua portuguesa têm prefixos de origem grega ou latina, embora essa divisão não seja significativa na linguagem corrente, sendo mais importante compreender que os prefixos podem indicar negação, repetição, separação, anterioridade, entre outros.

Exemplos de prefixos existentes no português

Prefixos que indicam negação e oposição:

  • des- (origem latina): desfavorável, desigual, desnecessário, descontente,...
  • in- (origem latina): infeliz, inacabado, inconsequente, inconstante,...
  • contra- (origem latina): contramão, contrassenso, contracorrente, contracurva,...
  • anti- (origem grega): anti-inflamatório, anticoncepcional, antirrugas, antitetânica,...
  • a- / an- (origem grega): acéfalo, anaeróbico, anônimo, amoral,...

Prefixos que indicam duplicidade:

  • di- (origem grega): ditongo, dióxido, digrafia, di-iodado,...
  • bi- (origem latina): bicampeão, bimensal, bicarbonato, bissexual,...
  • ambi- (origem latina): ambidestro, ambivalente, ambilátero,...

Prefixos que indicam movimento para dentro:

  • in- / im- (origem latina): ingerir, imigrar, importar, imigração,...
  • en- / em- (origem latina): enterrar, enterrado, embarcar, enraizar,...
  • intra- (origem latina): intramuscular, intravenoso, intraocular, intrapulmonar,...
  • endo- (origem grega): endovenoso, endotérmico, endoscópio, endocarpo,...

Prefixos que indicam movimento para fora:

  • ex- / e- (origem latina): exportar, extrair, emigrar, exprimir,...
  • ec- / ex- (origem grega): êxodo, eclipse, exantema, eczema,...

Prefixos que indicam repetição:

  • re- (origem latina): refazer, recomeçar, reeditar, reaver,...
  • ana- (origem grega): anáfora, anagrama, analogia, análise,...

Prefixos que indicam superioridade ou excesso:

  • super- (origem latina): superpovoado, superpor, super-homem, superdotado,...
  • sobre- (origem latina): sobrecarga, sobrepor, sobrescrito, sobrevir,...
  • supra- (origem latina): suprassumo, supradito, supracitado, supra-humano,...
  • ultra- (origem latina): ultrapassar, ultrassom, ultraconservador, ultrassofisticado,...
  • hiper- (origem grega): hipérbole, hipertensão, hipermercado, hipermetropia,...
  • arqui- (origem grega): arquiduque, arqui-inimigo, arquibilionário, arquiconhecido,...

Prefixo que indica inferioridade:

  • hipo- (origem grega): hipotensão, hipocalórico, hipoglicemia, hipoalergênico,...

Prefixos que indicam simultaneidade ou companhia:

  • co- / com- / con- (origem latina): cooperar; compor, coordenar, conviver,...
  • si- /sin- /sim- (origem grega): sinfonia, sincronia, sinônimo, sinestesia,...

Prefixos que indicam anterioridade:

  • ante- (origem latina): antebraço, antessala, anteontem, antepasto,...
  • pre- (origem latina): prefácio, prever, pré-história, pré-adolescente,...

Prefixos que indicam posterioridade:

  • pos- (origem latina): pospor, pós-eleitoral, pós-graduação, posfácio,...
  • epi- (origem grega): epílogo, epígrafe, epiderme, epidemia,...

O prefixo no processo de formação de palavras

Palavras derivadas são palavras cuja origem reside em outras palavras da língua portuguesa, ou seja, derivam de palavras primitivas, sendo formados através de processos de derivação.

Existem vários tipos de derivação no português, sendo que os prefixos participam em duas delas: a derivação prefixal e a derivação parassintética.

Na derivação prefixal, é acrescentado um prefixo a uma palavra já existente, alterando o seu sentido, como em contramão (contra- + mão).
Na derivação parassintética, são acrescentados um prefixo e um sufixo a uma palavra já existente, alterando o seu sentido, como em afilhado (a- + filho + -ado).

O Acordo Ortográfico e o uso dos prefixos

Segundo o Novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, o hífen é utilizado quando o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com h.

Exemplos – Segunda palavra começa com a mesma letra:
micro-organismo, micro-ondas, contra-ataque, contra-atacante, anti-inflamatório, sobre-exaltar, sobre-erguer, extra-amazônico, extra-alcance,…

Exemplos – Segunda palavra começa com h:
micro-história, contra-habitual, anti-higiênico, sobre-humano, extra-humano, extra-hospitalar,...

Em todas as outras situações, o prefixo é escrito junto à palavra já existente, sem hífen.

Exemplos – sem hífen:
microbiologista, micronutriente, anticoncepcional, contracheque, contraproposta, sobrenome, sobrenatural, sobremesa, sobreaviso, extrajudicial, extragaláctico, extranormal,…

Salienta-se que nas formações em que o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com as consoantes r ou s, estas consoantes deverão ser duplicadas.

Exemplos – Com consoantes r ou s duplicadas:
microrregião, microssegundo, antissocial, antirrugas, contrassenso, contrarreforma,...

Existem, contudo, casos específicos:

- Nos prefixos sob- e sub-, além do h e do b, também é utilizado hífen quando a segunda palavra começa pela letra r.
Exemplos: sub-bibliotecário, sub-base, sub-região, sub-reino, …

- Com o prefixo co- apenas é utilizado o hífen quando a segunda palavra começa com h. Em todas as outras situações, o prefixo é escrito junto à palavra já existente, mesmo quando a segunda palavra começa com a mesma letra com que termina o prefixo.
Exemplos: cooperar, coordenar, coadjuvar, coprodutor, copiloto, ...
Nota: Essa regra não se aplica à palavra coabitar.

- Com os prefixos pró-, pós- e pré- é utilizado o hífen quando os prefixos são tônicos e autônomos da segunda palavra.
Exemplos: pós-graduação, pré-fabricado, pró-vida,…
Quando os prefixos pro-, pos- e pre- são átonos e não são autônomos da segunda palavra, não se emprega o hífen. Ocorre a justaposição do prefixo com o outro elemento, ou seja, formam uma só palavra.
Exemplos: predeterminar, pospor, propor, prever,…

- Com os prefixos circum- e pan- é utilizado o hífen quando a segunda palavra começa por vogal, m, n ou h.
Exemplos: circum-navegação, pan-americano, circum-murado,...

- Com os prefixos ex-, vice-, vizo-, soto- e sota- é utilizado sempre o hífen.
Exemplos: ex-diretor, vice-presidente, vizo-rei, soto-mestre,...

Prefixos e sufixos

Tal como os prefixos, os sufixos são também elementos formadores de palavras. São, diferentemente dos prefixos, colocados depois do radical da palavra primitiva, alterando o seu significado e classe gramatical.

Exemplos de sufixos:

  • -dade: amabilidade, felicidade, homogeneidade,...
  • -ado: animado, ajuizado, amarelado, acostumado,...
  • -ão: papelão, garotão, paredão,…
  • -ar: caprichar, tapar, analisar, ingressar, parafusar,...

Veja também: Sufixos nominais, verbais e adverbiais.

Veja também