A derivação parassintética é um dos processos de formação de palavras existentes. Sendo uma forma de derivação, ocorre a junção de afixos a uma palavra simples ou radical, formando uma nova palavra com significação própria.

Na derivação parassintética ocorre a junção simultânea de um prefixo e de um sufixo a um adjetivo ou substantivo para a formação de um verbo.

Exemplos de palavras formadas por parassíntese

  • abençoar (a- + bênção + -ar);
  • ajoelhar (a- + joelho + -ar);
  • amaldiçoar (a- + maldição + -ar);
  • amanhecer (a- + manhã + -ecer);
  • amotinar (a- + motim + -ar);
  • anoitecer (a- + noite + -ecer);
  • apodrecer (a- + podre + -ecer);
  • desgelar (des- + gelo + -ar);
  • emagrecer (em- + magro + -ecer);
  • empobrecer (em- + pobre + -ecer);
  • endurecer (en- + duro + -ecer);
  • enfraquecer (en- + fraco + -ecer);
  • engaiolar (en- + gaiola + -ar);
  • engavetar (en- + gaveta + -ar);
  • engordar (en- + gordo + -ar);
  • enlouquecer (en- + louco + -ecer); 
  • enraivecer (en- + raiva + -ecer); 
  • enrijecer (en- + rijo + -ecer);
  • entardecer (en- + tarde + -ecer);
  • entediar (en- + tédio + -ar);
  • entristecer (en- + triste + -ecer);
  • envelhecer (en - + velho + -ecer); 
  • envergonhar (en- + vergonha + -ar);
  • envernizar (en- + verniz + -izar);
  • esbugalhar (es- + bugalho - -ar);
  • espairecer (es- + pairar + -ecer);
  • esquentar (es- + quente + -ar);
  • ...

É essencial entender que na derivação parassintética a junção do prefixo e do sufixo ocorre sempre ao mesmo tempo, sendo inseparável, ou seja, caso se retire o prefixo ou o sufixo, não fica formada nenhuma palavra reconhecida na língua portuguesa.

Empobrecer (em- + pobre + -ecer)
Sem o prefixo: *pobrecer
Sem o sufixo: *empobre

Amanhecer (a- + manhã + -ecer)
Sem o prefixo: *manhecer
Sem o sufixo: *amanhã

Derivação parassintética e derivação prefixal e sufixal

A derivação parassintética é frequentemente confundida com a derivação prefixal e sufixal, uma vez que em ambos os processos ocorre a junção de um prefixo e de um sufixo a uma palavra ou radical para a formação de uma nova palavra.

Contudo, na derivação prefixal e sufixal, contrariamente ao que ocorre na derivação parassintética, é possível a formação de palavras reconhecidas na língua portuguesa, mesmo ocorrendo a retirada do prefixo ou do sufixo.

Desigualdade (des- + igual + -dade)
Sem prefixo: igualdade
Sem sufixo: desigual 

Infelizmente (in- + feliz + -mente) 
Sem o prefixo: felizmente
Sem o sufixo: infeliz

Exemplos de derivação prefixal e sufixal:

  • deslealdade (des- + leal + -dade);
  • independentemente (in- + dependente + -mente);
  • infielmente (in- + fiel + -mente);
  • ...

Outros processos de formação de palavras

Além da derivação parassintética, existem outros tipos de derivação, como a derivação prefixal, a derivação sufixal, a derivação regressiva e a derivação imprópria, bem como outros processos de formação de palavras, como a composição, a abreviação, a reduplicação,...

Conheça outros processos de formação de palavras.