Pronomes são palavras que substituem ou determinam os substantivos. Assim, permitem que não ocorra a repetição constante do substantivo e estabelecem coesão textual.

A classificação em pronomes anafóricos e pronomes catafóricos indica se um determinado pronome se refere a um substantivo anterior ou a um substantivo posterior.

Termos anafóricos

Um anafórico faz uma referência a um termo antecedente, retomando um termo anteriormente usado no discurso.

Pedro caiu no recreio. Ouvi-o chorar muito.

O pronome oblíquo o é um pronome anafórico porque faz referência ao termo Pedro, anteriormente apresentado.

A veterinária já vacinou quarenta cães hoje. Ela está cansada.

O pronome pessoal reto ela é um pronome anafórico porque faz referência ao termo veterinária, anteriormente apresentado.

Exemplos de anafóricos

  • Ontem encontrei minha antiga vizinha. Disse-lhe para passar lá em casa.
  • Ordem e progresso. Essas são as palavras da bandeira brasileira.
  • A professora pediu aos alunos que ouvissem suas explicações.
  • Luísa e Mariana sempre foram adversárias no handebol. Apesar disso, são melhores amigas.

A referência anafórica pode ser feita, também, com outras expressões que não pronomes, como:

  • A minha vizinha tem duas filhas. A mais velha está cursando medicina.
  • Ontem vimos um pavão no meio da rua. O animal tinha fugido do jardim zoológico.
  • Falei sobre esse assunto com a Paula e a Mariana. A primeira concordou comigo, mas a segunda disse que não sabia de nada.

Termos catafóricos

Um catafórico faz uma referência a um termo posterior, que será enunciado mais à frente na oração.

Madalena viu-a e saiu correndo. A cobra estava perto da árvore.

O pronome oblíquo a é um pronome catafórico porque faz referência ao termo cobra, posteriormente apresentado.

Para fazer um bolo, por favor, compre isto: farinha, açúcar, ovos e leite.

O pronome demonstrativo isto é um pronome catafórico porque faz referência aos termos farinha, açúcar, ovos e leite, posteriormente apresentados.

Exemplos de catafóricos

  • A verdade é esta: estou cansada de tanta confusão!
  • As palavras da bandeira brasileira são estas: Ordem e progresso.
  • Este foi o meu primeiro sucesso: publicar um livro de minha autoria.
  • Suas aulas contribuíram para o sucesso de diversos alunos. Palmas para a professora Carla!
Publicado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.