A morfossintaxe é a parte da gramática que estuda e analisa as palavras simultaneamente segundo uma perspectiva morfológica e uma perspectiva sintática.

A análise morfológica das palavras preconiza a classificação isolada das palavras em diferentes classes gramaticais.
A análise sintática das palavras preconiza a classificação da função que as palavras desempenham inseridas numa oração.

Sendo a morfossintaxe a compreensão simultânea dessas duas perspectivas, a análise morfossintática estuda, por exemplo, a função que um substantivo pode desempenhar numa oração, ou que funções gramaticais pode desempenhar um pronome.

Análise morfológica

Tendo como base uma análise morfológica, as palavras podem ser classificadas em:

  • substantivo;
  • artigo;
  • adjetivo;
  • pronome;
  • numeral;
  • verbo;
  • advérbio;
  • preposição;
  • conjunção;
  • interjeição.

Exemplo de análise morfológica

Ontem, a Ana comprou um livro novo.

ontem: advérbio
a: artigo definido
Ana: substantivo próprio
comprou: verbo comprar
um: artigo indefinido
livro: substantivo comum
novo: adjetivo

Veja também: Classes gramaticais.

Análise sintática

Tendo como base uma análise sintática, os termos de uma oração podem ser classificados em:

  • sujeito;
  • predicado;
  • objeto direto;
  • objeto indireto;
  • predicativo do sujeito;
  • predicativo do objeto;
  • complemento nominal;
  • agente da passiva;
  • adjunto adnominal;
  • adjunto adverbial;
  • aposto.

Exemplo de análise sintática

A Ana comprou um livro novo.

sujeito: A Ana
predicado: comprou um livro novo
objeto direto: um livro novo
adjunto adverbial: ontem
adjunto adnominal: a, um, novo

Veja também: Função sintática.

Análise morfossintática

Através da análise morfossintática, ou seja, através da análise simultânea desses dois tipos de classificação, é possível compreender quais as funções que uma determinada classe gramatical pode desempenhar numa oração.

Relação entre funções sintáticas e classes gramaticais

Sujeito: Pode ser representado por substantivos, pronomes pessoais retos, pronomes demonstrativos, pronomes relativos, pronomes interrogativos, pronomes indefinidos e numerais. 

Predicado: Pode ter como núcleo um verbo ou um nome.

Objeto direto: É representado principalmente por substantivos, pronomes substantivos e pronomes oblíquos átonos.

Objeto indireto: É representado principalmente por substantivos e pronomes pessoais oblíquos.

Predicativo do sujeito: Pode ser desempenhado por adjetivos, locuções adjetivas, substantivos, pronomes e numerais.

Predicativo do objeto: Pode ser desempenhado por adjetivo, locuções adjetivas e substantivos.

Agente da passiva: Pode ser representado por substantivos e pronomes.

Complemento nominal: Pode ser representado por substantivos, pronomes e numerais.

Adjunto adnominal: Pode ser representado adjetivos, locuções adjetivas, pronomes adjetivos, numerais adjetivos e artigos.

Adjunto adverbial: Pode ser desempenhado por advérbios e locuções adverbiais.