O gerúndio é usado para indicar uma ação prolongada no tempo ou uma ação que ainda está em desenvolvimento, não estando terminada. Assim, através do gerúndio é possível transmitir a duração e a continuidade da ação verbal.

Sendo usado antes da oração principal, o gerúndio indica uma ação que se iniciou antes da ação principal:

  • Entrando em casa, reparei que tinha sido assaltada.
  • Fazendo de conta que não era com ele, saiu da sala de mansinho. 

Sendo usado juntamente com o verbo principal da oração, o gerúndio indica uma ação simultânea à ação principal:

  • Ouvi chorando tudo o que ele disse acerca de mim.
  • Aguardei pensando no título do meu novo livro.

Sendo usado depois da oração principal, o gerúndio indica uma ação posterior à ação principal:

  • Não conseguiu compreender o que lhe foi dito, ficando confusa.
  • Foi para casa depois da discussão, não esperando por ninguém.

Sendo usado após a preposição em, o gerúndio indica uma hipótese ou condição:

  • Em se tratando de assalto, teremos que informar os donos da loja.
  • Em se considerando essa nova abordagem, não contem mais comigo.

O gerúndio não é um tempo verbal, é uma das formas nominais dos verbos. Também não está relacionado com nenhum tempo verbal. 

Formação do gerúndio

Terminação do gerúndio na 1.ª conjugação: -ando
Terminação do gerúndio na 2.ª conjugação: -endo
Terminação do gerúndio na 3.ª conjugação: -indo

Exemplos de verbos no gerúndio - 1.ª conjugação:

  • andando (verbo andar);
  • estudando (verbo estudar);
  • brincando (verbo brincar);
  • amando (verbo amar);
  • falando (verbo falar);
  • começando (verbo começar);
  • saltando (verbo saltar).

Exemplos de verbos no gerúndio - 2.ª conjugação:

  • vivendo (verbo viver);
  • lendo (verbo ler);
  • aprendendo (verbo aprender);
  • sabendo (verbo saber);
  • vendo (verbo ver);
  • esquecendo (verbo esquecer);
  • dizendo (verbo dizer).

Exemplos de verbos no gerúndio - 3.ª conjugação:

  • ouvindo (verbo ouvir);
  • saindo (verbo sair);
  • indo (verbo ir);
  • agindo (verbo agir);
  • rindo (verbo rir);
  • caindo (verbo cair);
  • abrindo (verbo abrir).

Gerúndio composto

Quando nos referimos ao gerúndio, habitualmente nos referimos à sua forma simples. Contudo, o gerúndio pode também ocorrer na sua forma composta. 

O gerúndio composto é formado pelo verbos auxiliares tendo ou havendo mais o particípio do verbo principal, independentemente da sua conjugação:

  • 1.ª conjugação: tendo falado ou havendo falado; 
  • 2.ª conjugação: tendo escrito ou havendo escrito;
  • 3.ª conjugação: tendo ouvido ou havendo ouvido.  

O gerúndio composto é usado para indicar uma ação prolongada que foi terminada antes da ação da oração principal. 

Exemplos com o gerúndio composto:

  • Tendo desabafado com a melhor amiga, já se sentia mais calma e concentrada.
  • Não havendo prestado atenção, não sabia o que responder.
  • Tendo vivido em Londres, conhecia muito bem a cidade.

Gerúndio: uma forma nominal do verbo

O gerúndio é uma das formas nominais dos verbos. Assim, além de desempenhar a função de verbo, desempenha também a função de um nome, atuando também como um advérbio:

  • Chovendo, essa estrada ficará muito perigosa.
  • Saindo da empresa, vi seu pai na portaria.

Além do gerúndio, o infinitivo e o particípio são também formas nominais dos verbos.

Leia mais sobre as formas nominais dos verbos.

Gerundismo

O gerundismo é um vício de linguagem caracterizado pelo uso excessivo e desnecessário do gerúndio, levando ao erro e ao empobrecimento do discurso:

  • Vou estar passando a ligação dentro de momentos.
  • Estaremos respondendo ao seu pedido rapidamente.

Leia mais sobre vícios de linguagem.

Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.