A alegoria é uma figura de linguagem caracterizada como sendo um conjunto simbólico criado para transmitir um segundo sentido além do sentido literal das palavras. Entra-se assim no campo da linguagem simbólica, conotativa, figurativa.

Exemplo de alegoria:
“A vida é uma ópera, é uma grande ópera. O tenor e o barítono lutam pelo soprano, em presença do baixo e dos comprimários, quando não são o soprano e o contralto que lutam pelo tenor, em presença do mesmo baixo e dos mesmos comprimários. Há coros numerosos, muitos bailados, e a orquestra é excelente…” (Machado de Assis)

Presentes com frequência no cotidiano dos falantes, as alegorias são utilizadas em provérbios populares (em rio que tem piranha, jacaré nada de costas; gato escaldado tem medo de água fria), em fábulas com fins morais e educativos e em parábolas da Bíblia.

Exemplos de alegorias:

  • Sermão de Santo Antônio aos peixes (Padre Antônio Vieira)
  • O mito da caverna (Platão)
  • Auto da barca do inferno (Gil Vicente)
  • A cigarra e a formiga (La Fontaine)
  • O filho pródigo (Lucas, Bíblia)

Alegoria e metáfora

Alegoria e metáfora se desenvolvem no âmbito da linguagem conotativa, assumindo um sentido figurado e simbólico. A principal distinção feita entre alegoria e metáfora se refere à frequência e extensão do uso da linguagem simbólica. A metáfora é usada mais pontualmente, se referindo a termos isolados. A alegoria ocorre na totalidade do texto, sendo formada por diversas metáforas interligadas entre si.

Alegoria e símbolo

Muito semelhantes, alguns autores distinguem a alegoria e o símbolo pela compreensão imediata ou não do segundo sentido do texto. No símbolo, é imediata a compreensão do sentido figurado do texto, uma vez que este é apresentado inteiramente. Na alegoria, é necessária uma interpretação global do texto para a identificação do sentido figurado do texto, uma vez que esse é construído ao longo do texto, elemento a elemento.

Fique sabendo mais!
Alegoria tem sua origem na palavra grega allegoría, que significa o ato de falar sobre outra coisa, indicando assim uma linguagem figurativa.

Publicado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.