Agente da passiva

O agente da passiva é o termo que pratica a ação de uma oração na voz passiva. É um termo preposicionado, sendo utilizada maioritariamente a preposição por ou as suas formas contraídas (pelo, pela, pelos, pelas). O agente da passiva corresponde ao sujeito de uma oração na voz ativa.

Um verbo está na voz passiva quando o sujeito gramatical é o paciente da ação, ou seja, quando o sujeito gramatical sofre a ação verbal praticada pelo agente da passiva.

Exemplos:

  • Este bolo foi feito pela minha mãe.
  • Os erros foram corrigidos pelo revisor.
  • As provas foram estruturadas por mim.

Agente da passiva e a voz passiva analítica

A voz passiva analítica segue, quase sempre, a mesma estrutura:
sujeito paciente + verbo auxiliar + particípio + preposição + agente da passiva.

Exemplos:

  • Os exercícios foram realizados pelos alunos.
  • Os candidatos serão entrevistados pelo diretor.

O agente da passiva é maioritariamente representado por um substantivo ou por um pronome. Em algumas situações, pode ser omitido.

Exemplos:

  • A documentação foi enviada pela diretora. (substantivo)
  • A documentação foi enviada por mim. (pronome)
  • O prédio foi vandalizado. (omissão do agente da passiva)

Na passagem da voz ativa para a voz passiva analítica o sujeito da voz ativa se transforma em agente da passiva.

Exemplo:

  • Voz ativa: O arquiteto desenhou o esboço do edifício.
  • sujeito: o arquiteto
  • Voz passiva analítica: O esboço do edifício foi desenhado pelo arquiteto.
  • agente da passiva: o arquiteto

Agente da passiva e a voz passiva sintética

Na voz passiva sintética, o sujeito da voz ativa se transforma na partícula apassivadora se, não havendo agente da passiva.

Exemplo:

  • Voz ativa: O arquiteto desenhou o esboço do edifício.
  • Voz passiva sintética: Desenhou-se o esboço do edifício.

Veja também