As palavras que indicam seres, lugares, qualidades, sentimentos e noções, entre outros, são chamadas de substantivos. Os substantivos sofrem flexão em número, gênero e grau.

A flexão em grau ocorre quando existem três tamanhos distintos para os substantivos:

  • o grau normal indica o tamanho normal do objeto ou ser (caderno);
  • o grau diminutivo indica o tamanho diminuído do objeto ou ser (caderninho);
  • o grau aumentativo indica o tamanho aumentado do objeto ou ser (cadernão).

Formação do grau diminutivo dos substantivos

Existem dois processos de formação do grau diminutivo:

  • Através da junção de sufixos diminutivos (processo sintético);
  • Através da junção de adjetivos que sugerem diminuição (processo analítico).

Os mesmos processos ocorrem também na formação do grau aumentativo dos substantivos.

Exemplos com os graus dos substantivos

Grau normal: janela
Grau diminutivo sintético: janelinha
Grau diminutivo analítico: janela pequena
Grau aumentativo sintético: janelão
Grau aumentativo analítico: janela grande

Sufixos diminutivos

O grau diminutivo dos substantivos é maioritariamente formado pelo processo sintético, ocorrendo a junção de um sufixo diminutivo a um determinado substantivo.

Exemplos de sufixos diminutivos

-inho/a: casinha, lisinho, lapisinho,…
-zinho/a: animalzinho, pezinho, xicarazinha,…
-ino/a: pequenino, cravina,…
-im: flautim, festim, varandim,…
-acho/a: riacho, populacho, penacho,…
-icho/a: barbicha, canicho,…
-ucho/a: papelucho, gorducha,
-ebre: casebre,…
-eco/a: livreco, jornaleco, soneca,…
-ico/a: namorico, veranico, burrico,…
-ela: ruela, viela,…
-elho/a: aselha,…
-ejo: lugarejo, animalejo,…
-ilho/a: cintilho, vidrilho,…
-ete: diabrete, palacete, lembrete,…
-eto/a: saleta, maleta, poemeto,…
-ito/a: senhorita, casita, sapatito,…
-zito/a: pãozito, jardinzito, florzita,…
-ote/a: velhota, rapazote, filhote,…
-isco/a: chuvisco, pedrisco,…
-usco/a: velhusco,…
-ola: criançola, bandeirola, rapazola,…

Exemplos de substantivos no grau diminutivo

  • abelha: abelhita, abelhazinha, abelhinha
  • aldeia: aldeola, aldeota
  • animal: animalejo, animalzinho,animálculo
  • árvore: arbúsculo, arvoreta, arvorezinha
  • asa: álula, aselha, asinha
  • ave: avícula
  • bandeira: bandeirola, bandeirinha
  • barba: barbicha, barbica
  • barraca: barraquim, barraquinha
  • barril: barrilete, barrilote
  • bigode: bigodinho, bigodito
  • boca: boquita, boquinha
  • boné: bonezinho
  • burro: burrico
  • cabeça: cabecinha, cabecita
  • caixa: caixeta, caixote, caixola
  • caminhão: camioneta, caminhonete
  • cão: cãozinho, cãozito, canito, canicho
  • casa: casebre, casinha
  • chapéu: chapelete, chapeuzinho, chapeleta, chapelinho
  • chuva: chuvisco, chuvinha, chuvisqueiro
  • cinto: cintilho
  • colher: colherinha, colherzinha
  • corda: cordel, cordinha
  • corpo: corpúsculo
  • cruz: cruzeta
  • dente: dentículo
  • diabo: diabrete
  • espada: espadim
  • estátua: estatueta
  • faca: faquinha
  • fazenda: fazendola, fazendinha
  • febre: febrícula
  • filho: filhinho, filhote
  • fita: fitilho
  • flor: florinha, florículo, florzinha, flósculo
  • folha: folíolo, folhinha
  • globo: glóbulo
  • gota: gotícula
  • grão: grânulo
  • homem: homenzinho, homenzito, homúnculo, hominho
  • ilha: ilhéu, ilhota
  • índio: indiozinho, indiozito
  • jornal: jornaleco
  • lápis: lapisinho
  • língua: lingueta
  • livro: livrinho, livrozinho, livreto, livreco, livrete
  • lobo: lobinho, lobato, lobacho
  • mala: malinha, maleta, malote
  • moça: mocinha, moçoila
  • monte: montinho, montículo
  • mulher: mulherzinha, mulherinha
  • namoro: namorico
  • nariz: narizinho, narizito
  • palácio: palacete
  • papel: papelucho, papelinho, papelico, papelete
  • parte: partícula
  • pé: pezinho, pezito
  • pedra: pedrisco
  • pele: película
  • poema: poemeto
  • porção: porciúncula
  • porta: portinhola, portinha
  • praça: pracinha
  • preço: precinho
  • prego: preguinho
  • pudim: pudinzinho
  • questão: questiúncula
  • rádio: radiozinho
  • raio: raiozinho
  • raiz: radícula, radicela
  • rapaz: rapazola, rapazote, rapazelho, rapazinho, rapagote
  • rede: retículo
  • rei: régulo, reizinho
  • rio: ribeiro, riacho, regato
  • rocha: rochinha
  • rua: ruela
  • saco: saquitel, saquinho
  • sala: salinha, salita, saleta
  • sela: selim
  • serviço: servicinho
  • sino: sineta
  • tábua: tabuinha, tabuazinha
  • tênis: tenisinho
  • tesoura: tesourinha
  • vara: vareta, varela, varinha
  • vaso: vasinho
  • velho: velhote, velhinho, velhusco
  • verão: veranico
  • verme: vermículo
  • verso: versículo
  • via: viela
  • vidro: vidrinho
  • vila: vilela, vileta, vilola, vilarejo, vilinha, vilazinha
  • voz: vozinha, vozita
  • xícara: xicarazinha, xicarinha, xicarazita

Adjetivos diminutivos

A formação do grau diminutivo dos substantivos é também feita através do processo analítico, ocorrendo a caracterização do substantivo com um adjetivo que indica diminuição.

Exemplos de adjetivos que indicam diminuição:

  • pequeno;
  • pequenino;
  • mínimo;
  • minúsculo;
  • diminuto;
  • miúdo;
  • insignificante;
  • reduzido;
  • ...

Outros usos do grau diminutivo

Além de indicar o tamanho diminuído de um determinado substantivo, o grau diminutivo pode ser usado para transmitir uma ideia de carinho, indicando grande valor afetivo, mas também uma ideia de menosprezo ou troça.

Exemplos indicando carinho e menosprezo:

  • Você será sempre o filhinho do meu coração. (carinho)
  • Você se acha importante mas não passa de uma pessoinha escrevendo um jornaleco. (menosprezo)

Para complementar seu estudo, leia também: Grau dos substantivos e Grau aumentativo dos substantivos.