Complemento nominal

O complemento nominal é o termo da oração que, sempre precedido por uma preposição (de, a, com, em, por,…), completa o sentido de um substantivo abstrato, de um adjetivo ou de um advérbio que, sozinhos, têm significado incompleto, necessitando do complemento nominal para completar o seu sentido.

Os substantivos, adjetivos e advérbios de sentido incompleto podem ser comparados aos verbos transitivos, que também necessitam de um termo que complete seu sentido: quem aumenta, aumenta alguma coisa e quando há aumento, há aumento de alguma coisa. Assim, podemos concluir que aumentar é um verbo transitivo que pede um objeto direto e aumento é um substantivo abstrato que pede um complemento nominal.

Exemplos de complemento nominal

O complemento nominal pode ser representado por um substantivo, por um pronome, por um numeral e por uma oração subordinada substantiva completiva nominal.

Exemplo de complemento nominal representado por um substantivo:

  • Prédio: Já terminou a construção do prédio.
  • Natalidade: Você já reparou no aumento da natalidade?

Exemplo de complemento nominal representado por um pronome:

  • Você: Meu irmão tem saudade de você.
  • Ela: O sonho dela é ser uma cantora famosa.

Exemplo de complemento nominal representado por um numeral:

  • Ambos: É grandiosa a imaginação de ambos.
  • Um: A hesitação de um pode motivar a hesitação de todos.

Exemplo de complemento nominal representado por uma oração subordinada substantiva completiva nominal:

  • Que...: Todos temos esperança de que a humanidade pare de destruir o planeta.
  • Que...: Sinto necessidade de que você me deixe descansar um pouco.

Palavras que pedem complemento nominal

Alguns substantivos abstratos, adjetivos e advérbios pedem complemento nominal.

Exemplos de substantivos abstratos que pedem complemento nominal:

  • Ciúmes (ciúmes de): Mariana tem ciúmes de Tatiana.
  • Respeito (respeito por): Deve haver respeito por todos!

Exemplos de adjetivos que pedem complemento nominal:

  • Consciente (consciente de): Ainda não estou consciente das mudanças.
  • Essencial (essencial para): Esta formação é essencial para meu desenvolvimento profissional.

Exemplos de advérbios que pedem complemento nominal:

  • Relativamente (relativamente a): Pedro nada sabe relativamente a essa notícia.
  • Longe (longe de): Mantenha-se longe de mim!

Complemento nominal ou adjunto adnominal?

Para que não haja confusão entre o complemento nominal e adjunto adnominal, atente na seguinte distinção:

  • Se estiver ligado a um substantivo abstrato, adjetivo ou advérbio, sendo sempre precedido de uma preposição, é complemento nominal.
  • Se estiver ligado a um substantivo concreto, podendo ser ou não precedido de uma preposição, é adjunto adnominal.
  • Se completar o sentido de um nome, é complemento nominal.
  • Se apresentar informação acessória a um nome, sendo portanto dispensável, é adjunto adnominal.

Complemento nominal: Finalmente estou livre de obrigações.
Adjunto adnominal: Isto são brincadeiras de irmãos.

Veja também: Exemplos de adjuntos adnominais.

Veja também