A anástrofe (ou inversão) é uma figura de linguagem, ou seja, um recurso utilizado na linguagem oral e escrita que aumenta a expressividade da mensagem. A anástrofe se refere a uma inversão leve da ordem normal das palavras numa frase, ocorrendo essa inversão predominantemente por antecipação de uma palavra que complementa outra palavra, ou seja, em palavras correlativas. Vários autores defendem que na anástrofe ocorre também a inversão entre o sujeito e o predicado.

Através da utilização de anástrofes, é possível realçar uma palavra ou ideia, bem como criar um efeito surpresa na frase. Na poesia, esta figura de linguagem é muitas vezes utilizada para cumprir as exigências do verso relativamente à métrica e às rimas.

Exemplos de anástrofe:

  • Ao filho, a mãe deu um sorvete.
  • Para todos os familiares mandou lembranças.
  • Que faço eu com essa indecisão minha?
  • Correto, eu acho que é!

Exemplos de anástrofe na literatura:
“Tão leve estou, que nem sombra tenho.” (Mário Quintana)
“Sabe mortos enterrar?” (J.C. Melo Neto)
“Passarinho, desisti de ter.” (Rubem Braga)
“Memória em nós do instinto teu.” (Fernando Pessoa)
“À espada em tuas mãos achada.” (Fernando Pessoa)

Anástrofe x hipérbato x sínquise

Anástrofe, hipérbato e sínquise são figuras de construção ou de sintaxe, estando relacionadas com a estrutura das frases. Estas três figuras se caracterizam pela inversão da ordem normal das palavras numa frase. São apenas diferencias pela intensidade com que essa inversão ocorre.

- Na anástrofe ocorre uma inversão suave que cria apenas um ligeiro efeito surpresa e enfático na frase.
- No hipérbato ocorre uma inversão brusca que, embora possa prejudicar a clareza da mensagem, não compromete o entendimento e sentido da mesma.
- Na sínquise ocorre uma inversão tão intensa e excessiva que compromete a clareza e sentido da mensagem, tornando-a obscura e ininteligível.

Fique sabendo mais!
A palavra anástrofe tem sua origem na palavra grega anastrophé, que significa uma inversão, uma mudança de posição. É sinônima de inversão, transposição e antecipação.

Atualizado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.