O texto dissertativo-expositivo tem como objetivo informar e esclarecer o leitor através da exposição de um determinado assunto ou tema. Não há a necessidade de convencer o leitor, apenas de expor conhecimentos, ideias e pontos de vista.

É essencial que o autor domine totalmente o assunto, uma vez que o rigor na análise do conteúdo de um texto dissertativo-expositivo é elevadíssimo. Por se tratar da transmissão de um conhecimento teórico, devidamente legitimado, não pode haver qualquer tipo de incorreção.

Além disso, é importante que o assunto seja exposto de forma clara, pormenorizada e objetiva, de modo a que o texto seja entendido pelo maior número possível de leitores.

Este tipo de texto é usado em: livros, aulas e resumos escolares, enciclopédias, textos científicos, verbetes de dicionário, textos para transmissão de conhecimentos em diversos meios de comunicação, como internet, jornais, revistas,…

Características do texto dissertativo-expositivo

Com o intuito de informar e esclarecer, o texto dissertativo-expositivo é caracterizado por:
utilizar uma linguagem clara e objetiva;

  • ser de fácil compreensão por diversas pessoas;
  • apresentar muita informação sobre um determinado assunto;
  • especificar conceitos e definições;
  • realizar descrições de características;
  • recorrer a enumerações, comparações e contrastes para clarificar os conceitos.
  • mostrar exemplos dos assuntos abordados.

Estrutura do texto dissertativo-expositivo

O texto dissertativo-expositivo pode ser construído através da estrutura textual típica de introdução, desenvolvimento e conclusão. Contudo, mais importante do que seguir uma estrutura rígida, é que haja a exposição de ideias certas e bem organizadas sobre um determinado tema.

Introdução:
Na introdução é feita a apresentação do tema que será abordado, com possível contextualização num universo mais amplo no qual o tema se encontra inserido. Neste momento, é feita também a definição do objetivo do texto.

Desenvolvimento:
No desenvolvimento é feita uma explicação pormenorizada, clara e objetiva do tema, havendo uma exploração de todas as suas vertentes e de todos os aspectos principais e secundários relativos ao mesmo.

Conclusão:
Na conclusão ocorre a reafirmação do tema, sendo feita a síntese dos conteúdos abordados. Pode haver uma tomada de posição do autor relativamente ao assunto tratado.

Exemplo de texto dissertativo-expositivo:
“Locução adjetiva é um conjunto de duas ou mais palavras que, juntas, atuam como um adjetivo, caracterizando um substantivo. A maior parte das locuções adjetivas é formada pela preposição de mais um substantivo. Há, no entanto, locuções adjetivas formadas por advérbios e pelas preposições sem, com, em,…
Algumas locuções adjetivas se encontram diretamente relacionadas com um adjetivo, outras não. Assim, em alguns casos é possível a substituição da locução adjetiva por um adjetivo, em outros não.
A utilização de locuções adjetivas permite uma maior diversidade vocabular e enriquecimento textual.

Exemplos:
Qual é o seu escalão de idade? (locução adjetiva)
Qual é o seu escalão etário? (adjetivo)”