A prosa é um texto corrido. É a representação na escrita de uma linguagem corrente e natural, utilizada espontaneamente para expressar ideias, raciocínios e situações. É, assim, uma narrativa linear, contínua e objetiva.

Características da prosa

A prosa apresenta as seguintes características:

  • Os textos são estruturados em linhas contínuas e divididos em parágrafos;
  • Apresenta um estilo textual próximo da linguagem cotidiana;
  • Recorre a um discurso livre, direto e linear;
  • Utiliza predominantemente uma linguagem denotativa e literal;
  • Expressa um pensamento racional, analítico, objetivo e real;
  • Não está sujeita à estrutura, rima, ritmo e musicalidade da poesia.

Texto em prosa

Existem diversos tipos de texto escritos em prosa:

  • romances;
  • novelas;
  • contos;
  • crônicas;
  • fábulas;
  • lendas;
  • ensaios;
  • artigos científicos;
  • textos acadêmicos;
  • textos jornalísticos.
  • cartas comerciais.

Exemplo de texto em prosa

“Até hoje permanece certa confusão em torno da morte de Quincas Berro D’água. Dúvidas por explicar, detalhes absurdos, contradições no depoimento das testemunhas, lacunas diversas. Não há clareza sobre hora, local e frase derradeira. A família, apoiada por vizinhos e conhecidos, mantém-se intransigente na versão da tranquila morte matinal, sem testemunhas, sem aparato, sem frase, acontecida quase vinte horas antes daquela outra propalada e comentada morte na agonia da noite, quando a Lua se desfez sobre o mar e aconteceram mistérios na orla do cais da Bahia.”
A Morte e a Morte de Quincas Berro D’água, Jorge Amado

Tipos de prosa

Existem dois tipos principais de prosa: a prosa narrativa ou prosa literária e a prosa demonstrativa ou prosa não-literária.

Prosa narrativa ou prosa literária

Na prosa narrativa, também chamada de prosa literária, é feita a narração de acontecimentos fictícios que podem ou não ser inspirados na realidade. Visa o entretenimento. Está presente nos romances, nas novelas, nos contos, nas crônicas e nas fábulas.

Exemplo de prosa narrativa

“O pobre índio, tímido e esquivo, não se animava a chegar-se à casa senão quando via de longe a D. Antônio de Mariz passeando sobre a esplanada; adivinhava que naquela habitação só o coração nobre do velho fidalgo sentia por ele alguma estima. Havia quatro dias que o selvagem não aparecia; D. Antônio supunha que ele já tivesse voltado com a sua tribo para os lugares onde vivia, e que só deixara para fazer a guerra aos Índios e aos Portugueses.”
O Guarani, José de Alencar

Prosa demonstrativa ou prosa não-literária

Na prosa demonstrativa, também chamada de prosa não-literária, é feita a narração de acontecimentos históricos e de conteúdos factuais. É uma prosa didática, que visa a transmissão de informação. Está presente nos ensaios, nos tratados, nos textos jornalísticos, nos textos técnicos e nas cartas.

Exemplo de prosa demonstrativa

“[…] Convencidos da necessidade de promover o desenvolvimento científico e tecnológico dos Estados Partes e de modernizar suas economias para ampliar a oferta e a qualidade dos bens de serviço disponíveis, a fim de melhorar as condições de vida de seus habitantes; Reafirmando sua vontade política de deixar estabelecidas as bases para uma união cada vez mais estreita entre seus povos, com a finalidade de alcançar os objetivos supramencionados; Acordam: […]”
Tratado de Assunção

Prosa e poesia

A poesia, diferentemente da prosa, apresenta uma preocupação formal, recorrendo a ritmo e musicalidade para transmitir o mundo interior do poeta.

Diferença entre prosa e poesia

Prosa Poesia
Texto corrido;
Estruturação em parágrafos;
Estilo livre, direto e natural;
Linguagem objetiva e denotativa;
Expressão de situações reais;
Foco no mundo exterior.
Texto em verso;
Estruturação em estrofes;
Estrutura, rima, ritmo e musicalidade;
Linguagem subjetiva e conotativa;
Expressão de emoções e sentimentos;
Foco no mundo interior.

Exemplo de texto em poesia

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.
Carlos Drummond de Andrade

Prosa poética

É chamada de prosa poética a prosa que, mantendo a estrutura típica de uma prosa, apresenta características de poesia na sua essência, como:

  • uma visão lírica da realidade;
  • a expressão de sentimentos e emoções;
  • uma linguagem subjetiva e conotativa;
  • a musicalidade das palavras e frases;
  • o uso de figuras de linguagem.

Exemplo de prosa poética

“Pudesse, vivia para cima e para baixo, dentro dele. Informação que pergunto: mesmo no Céu, fim de fim, como é que a alma vence se esquecer de tantos sofrimentos e maldades, no recebido e no dado? A como? O senhor sabe: há coisas de medonhas demais, tem. Dor do corpo e dor da ideia marcam forte, tão forte como o todo amor e raiva de ódio. Vai, mar...”
Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa

Atualizado em
Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.