Divisão silábica

A divisão silábica é usada na translineação, ou seja, na partição de uma palavra para que se faça a mudança de linha. Embora seja feita principalmente por soletração, existem diversas regras para a correta divisão silábica das palavras.

Primeiramente, é essencial a compreensão do conceito de sílaba. Uma sílaba é um pequeno conjunto de fonemas emitidos em uma única emissão de voz. No português, a vogal é o núcleo da sílaba, sendo que cada vogal corresponde a uma sílaba, não havendo sílabas sem vogais.

Não se separam, permanecendo na mesma sílaba:

- Ditongos e tritongos.

  • aumento (au-men-to)
  • pinheiro (pi-nhei-ro)
  • água (á-gua)
  • outros (ou-tros)
  • coisas (coi-sas)
  • iguais (i-guais)
  • Paraguai (Pa-ra-guai)
  • quaisquer (quais-quer)
  • saguões (sa-guões)

- Dígrafos lh, ch, nh, gu, qu.

  • maravilha (ma-ra-vi-lha)
  • chuva (chu-va)
  • carinho (ca-ri-nho)
  • guindaste (guin-das-te)
  • quente (quen-te)

- Encontros consonantais puros (bl, cl, gl, pl, fl, br, cr, dr, gr, pr, tr, fr, vr).

  • bloco (blo-co)
  • claridade (cla-ri-da-de)
  • glóbulo (gló-bu-lo)
  • planeta (pla-ne-ta)
  • flamingo (fla-min-go)
  • Brasil (Bra-sil)
  • cravo (cra-vo)
  • dragão (dra-gão)
  • gravidade (gra-vi-da-de)
  • praticamente (pra-ti-ca-men-te)
  • trevas (tre-vas)
  • francês (fran-cês)
  • livre (li-vre)

- Grupos consonantais iniciais (ps, mn, pn, gn,...).

  • psicólogo (psi-có-lo-go)
  • mnésico (mné-si-co)
  • pneumático (pneu-má-ti-co)
  • gnóstico (gnós-ti-co)


Separam-se, ficando em sílabas diferentes:

- Hiatos.

  • moeda (mo-e-da)
  • saída (sa-í-da)
  • saúde (sa-ú-de)
  • poesia (po-e-sia)
  • navio (na-vi-o)
  • dia (di-a)

- Dígrafos rr, ss, sc, sç, xc, xs.

  • carro (car-ro)
  • pássaro (pas-sá-ro)
  • nascer (nas-cer)
  • nasço (nas-ço)
  • exceção (ex-ce-ção)
  • exsudativo (ex-su-da-ti-vo)

- Encontros consonantais disjuntos.

  • advogado (ad-vo-ga-do)
  • afta (af-ta)
  • alface (al-fa-ce)
  • força (for-ça)
  • magnético (mag-né-ti-co)
  • objeto (ob-je-to)
  • desmentir (des-men-tir)


Atenção!

Quando ocorre, na translineação, a partição de uma palavra composta ou de um verbo pronominal feita pelo hífen, esse deverá ser repetido na linha seguinte.
Exemplos: guarda- -chuva, segunda- -feira, amei- -te, vende- -se,…

Além disso, devido a motivos de clareza na transmissão da mensagem e estéticos, privilegia-se que não se deixe apenas uma vogal sozinha de um dos lados, ou seja, no fim da linha ou no início da linha seguinte.
Exemplos: ami-go e não a-migo; na-vio e não navi-o.

Veja também